[ editar artigo]

Por que a gravidez é contada em semanas?

Por que a gravidez é contada em semanas?

Basta adentrar no universo da maternidade, para começar a contar a gravidez em semanas. Mas por que será que os médicos acompanham a gestação dessa maneira?

Para a maioria das pessoas, a idade gestacional pode ser confusa! “Não seria muito mais prático utilizar os meses para definir o tempo e o crescimento do feto?” Na realidade, não! E nós explicamos.

Essa norma internacional de datação em semanas, além de padronizar o controle e cuidado com as gestantes em todo o mundo – tem uma lógica. Como há meses que tem 28 dias e outros 31 dias, não seria prudente fazer a contagem dessa forma. Além disso, nas primeiras semanas de gestação existem tantas alterações no organismo da mulher e do bebê, que um mês seria muito tempo para avaliar com precisão todas essas mudanças. Delimitar 7 dias entre consultas é o mínimo para não perder informações importantes e marcar exames.

Tudo bem, agora que já sabemos o motivo, como podemos fazer a contagem?

Agora vem a vem a parte mais “curiosa” desse método. O cálculo começa antes mesmo da concepção! E mais uma vez, existe sentido nessa escolha dos médicos. Observe: como na maioria das vezes não dá para saber exatamente em que dia aconteceu o encontro entre o óvulo e o espermatozóide, os especialistas resolveram iniciar o calendário a partir do primeiro dia após a última menstruação.

Sabemos que (praticamente) nenhuma mulher engravida no primeiro dia da última menstruação. Mas essa é a data oficial do início da contagem de semanas. Basta entender o período como o seu ponto de partida!

Como a ovulação acontece mais ou menos duas semanas depois do começo da menstruação, na prática as 40 semanas "oficiais" são na verdade 38 semanas a partir do dia em que o bebê foi gerado.

E se eu não sei a data da última menstruação?

Não é motivo para alarde! Isso acontece com muita gente, principalmente com quem tem ciclos irregulares. Nesse caso, a solução é bem simples, basta fazer um ultrassom, pois no exame dá para medir o tamanho do embrião ou do saco gestacional. E com essas medidas, o profissional responsável te dará uma boa ideia de há quanto tempo a gravidez começou.

Com a data prevista para o parto, também é possível calcular! Basta voltar 40 semanas a partir desse dia no calendário para conseguir uma DUM "artificial”.

Para não esquecer nem se confundir, tenha sempre em mãos:

No primeiro trimestre a gestação é definida do seguinte modo:

  • 1 a 4 semanas de gestação: a mulher está de um mês;

  • 5 a 8 semanas de gestação: a mulher está de dois meses;

  • 9 a 12 semanas de gestação: a mulher está de três meses.

Segundo trimestre

  • 13 a 16 semanas de gestação: a mulher está de quatro meses;

  • 17 a 20 semanas de gestação: a mulher está de cinco meses;

  • 21 a 24 semanas de gestação: a mulher está de seis meses.

Terceiro trimestre

  • 25 a 28 semanas de gestação: a mulher está de sete meses;

  • 29 a 32 semanas de gestação: a mulher está de oito meses;

  • 33 a 36 semanas de gestação: a mulher está de nove meses;

  • 37 a 40 semanas de gestação: a mulher está de dez meses.

Gostou dessa curiosidade Alô Bebê? Então compartilhe com mais futuras mamães! Certamente fará uma grande diferença no calendário da maternidade deles!

TAGS

gravidez

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você