[ editar artigo]

Como proteger o seu bebê do sol?

Como proteger o seu bebê do sol?

Férias de verão! Momento perfeito para a família se divertir junta!  As crianças estão em casa, os pais têm tempo de sobra e o clima está propício para muitos passeios ao ar livre.  Porém, se o casal acabou de ter um bebê, eles simplesmente não podem esperar que o pequeno se aventure no sol sem consequências! Existem cuidados específicos que devem ser tomados para que a criança aproveite o calor, sem correr o perigo de uma queimadura ou mal estar!

A pele do bebê é muito fina e delicada! Bastam apenas dez minutos de exposição solar para acontecerem as temidas queimaduras solares. Além de dolorosas, podem provocar problemas mais graves, como desidratação e febre. Vale lembrar que não é a luz visível nem o calor do sol que causam as queimaduras, mas sim a radiação UV invisível. Então, todo cuidado é pouco.

Para garantir que todos aproveitem essa época igualmente, sugerimos algumas medidas:

  • Recém-nascidos não devem ter contato direto com os raios solares. Na prática, isso significa que os pais devem manter o bebê num espaço de luz natural, mas numa sombrinha, para que ele possa aproveitar o calor sem perigos para a sua pele. Por rotina, o bebê deve usar sempre chapéu, calças leves e uma camisetinha de mangas compridas quando sair para uma volta rápida na rua. Para passeios logos ou viagens, acrescente um par de óculos com proteção UV, cadeira de passeio com capota (não plástica) ou uma tenda para proteger o bebê quando estiverem no exterior (praia ou campo). Mesmo que a previsão do tempo seja de tempo fechado, o famoso nublado, faça as malas incluindo esse equipamento todo, e deixe de prontidão no carro - nunca se esqueça que o mormaço também queima a pele! Todo cuidado é pouco por que durante o primeiro semestre de vida do bebê não se pode usar filtro solar, por causa do risco de irritações e alergias.

  • Escolha sabiamente o horário do seu passeio. Entre as 10 horas e as 16 horas a radiação solar é mais intensa. Então, aposte no início da manhã ou no finalzinho da tarde para sair com o bebê.

  • A partir dos 6 meses, mamãe e papai estão liberados para usar e abusar do protetor solar com proteção contra os raios UVB e UVA, preferencialmente com fator 30- acima disso, eles ficam quimicamente mais fortes e o efeito não é tão maior a ponto de compensar o uso. Outro cuidado é com a quantidade: não basta usar pouco e espalhar bem. Melhor criar uma camada mais espessa! Antes prevenir do que remediar, não é mesmo? Nossa orientação é cobrir a palma da mão com o produto, para proteger todo o corpo da criança. Além disso, a aplicação do protetor solar deve ser feita meia hora antes da exposição solar e repetida no primeiro contato do bebê com o sol, a cada duas horas, e também no caso de transpiração ou quando o bebê entrar na água.

  • Importante: quanto mais clara é a pele, mais cuidados exige. Áreas com sardas são as de maior concentração de células produtoras de pigmento e surgem cedo em pessoas mais claras como forma de defesa contra o sol. Caso tenha dúvidas, o médico dermatologista será a melhor pessoa para te orientar em relação aos cuidados!

Depois de devidamente protegido, seu filho irá se divertir demais! Temos certeza! O sol não é um vilão, basta saber como lidar com essa situação nos primeiros meses de vida do seu filhote. Na sua casa, como foi essa adaptação? Conte pra gente! Deixe o seu comentário!

TAGS

bebê

sol

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você