[ editar artigo]

Aprenda a cuidar das assaduras do seu bebê de maneira simples!

Aprenda a cuidar das assaduras do seu bebê de maneira simples!

Um dos males da maternidade, a assadura no bebê pode incomodar os pequenos e dar muita dor de cabeça aos pais. O tema é rodeado de dúvidas e muita insegurança! Quais são os sinais que o meu filho está com este problema? Será que existe uma maneira de prevenir? Como tratar? Para contribuir com essa fase inicial na vida do seu filho, vamos responder todas estas perguntas e entregar informações preciosas que vão te ajudar em diversos momentos! Aproveite e leia todo o nosso "manual"!

Afinal, o que é a famosa “assadura”?

Uma irritação ou infecção pele dos bebês e crianças, localizada principalmente na região genital.

Como identificá-la?

Não fiquem tão preocupados pais, pois as assaduras chamam a atenção! Na hora de trocar as fraldas, fiquem atentos as áreas próximas da área genital, nas dobrinhas das coxas e perto do ânus, as que estiveram com assaduras vão ficar vermelhas e irritadas. Na maioria das vezes as áreas afetadas têm um aspecto ressecado ou úmido, e também podem aparecer pequenas brotoejas.

Se a assadura comum não for tratada, pode se transformar em um problema mais sério, como a micose,  a candidíase, ou uma infecção bacteriana. Especificando: as micoses por cândida são mais comuns em bebês que estejam tomando antibióticos, já que os remédios acabam matando os micro-organismos que controlam a proliferação dos fungos. Essa micose começa com pequenos pontinhos vermelhos, que vão se multiplicando até formar uma placa vermelha.

Já as infecções causadas por bactérias provocam o surgimento de placas amareladas e espinhas, e podem vir acompanhadas de febre.

Vale ressaltar que nem sempre a assadura acontece só na área da fralda. Especialmente em regiões quentes, e em bebês gordinhos, elas podem aparecer em outras dobrinhas, como no pescoço ou embaixo do queixo.

Nestes casos, leve a criança ao pediatra. O médico prescreverá pomadas específicas para o derrotar o micro-organismo que está fazendo estrago.

Quais as causas da assadura?

Não existe apenas uma origem para este mal. Elas podem ser provenientes do ambiente, no caso a umidade da fralda – que é ideal para a proliferação de microorganismos. Recém-nascidos fazem xixi o tempo todo, por exemplo, e também defecam com frequência. Nem as fraldas com o máximo poder de absorção conseguem tirar toda a umidade do contato com a pele do bebê, que é muito delicada.

Mesmo que a criança esteja mais velha, as assaduras podem aparecer por conta de alguma sujeira esquecida depois da troca da fralda ou até mesmo em decorrência de uma mudança alimentar ou diarreia.

Seu filho também pode ser alérgico a marca da fralda descartável que você está usando ou ao sabão com que está lavando a fralda de pano! Vale a pena trocar os dois, caso suspeite de alergia! Lembrando que os médicos costumam recomendar, nesta fase, usar apenas sabão de coco.

Como evitar o aparecimento das assaduras?

Mantenha o bebê sequinho, trocando a fralda sempre que houver sinais de cocô ou xixi. Lembre-se que as atuais versões noturnas têm duração maior. Elas costumam aguentar a noite toda no corpinho.

Limpe a área dos órgãos genitais apenas com algodão e água morna – Não use lenços umedecidos, pois seus próprios componentes podem causar reações alérgicas na pele sensível do bebê

Passe uma fina camada de creme preventivo no bumbum do bebê. Não use talco, pois ele pode ser aspirado pelo bebê e ir para os pulmões. Mesmo que o filho não tenha assaduras, esta barreira protetora será útil para impedir a contaminação. Ela deve ser aplicada nos pontos de contato com a fralda e também nos órgãos genitais.

Não aperte demais a fralda. É preciso deixar espaço para o ar circular e a pele do bebê poder respirar.

Quando seu filho começar a comer alimentos sólidos, não dê muitas novidades ao mesmo tempo. Evite alimentos ácidos, por exemplo!

Como tratar o problema?

Deixe o bebê sem fralda algum tempo todos os dias: promover a respiração da pele que é essencial no tratamento da assadura, pois o calor e a umidade são as principais causas de eritema da fralda;

Coloque a criança para tomar um pouco de sol na área afetada, mas somente antes das 10h e depois das 16h, e por uns 15 minutinhos. Isto ajuda na cicatrização.

Aplique uma pomada para assaduras sempre que se trocar a fralda: estas pomadas ajudam a pele a se curar, auxiliando também no tratamento da assadura.

Troque a fralda do bebê com frequência: evita que a urina e as fezes fiquem retidas durante muito tempo no interior da fralda, o que pode piorar a assadura. Deve-se trocar a fralda antes ou após cada refeição e sempre que o bebê evacuar;

Realize a higiene íntima do bebê com água morna e algodão, sempre que trocar a fralda ou der banho;

Quais as principais pomadas para tratar assadura?

Dermodex;

Hipoglós;

Bepantol;

Hipoderme;

Calêndula babycreme da Weleda;

Nistatina + Óxido de zinco, do laboratório Medley;

Desitin, pomada para assadura importada dos Estados Unidos;

A+D Zinc Oxide Cream, pomada para assadura americana;

Balmex, pomada importada dos Estados Unidos.

Como aplicar a pomada para assaduras?

As pomadas para assadura devem ser aplicadas colocando o equivalente a 1 grão de ervilha na ponta do dedo e passando na área avermelhada, formando uma camada branca. Enquanto o bebê ainda tiver a assadura, deve-se limpar a pomada que se colocou anteriormente e recolocar um pouco de pomada sempre que se trocar a fralda.

Pomada para prevenir x Pomada para tratar

As pomadas para prevenir a assadura no bebê são diferentes das pomadas para o tratamento da assadura e só devem ser utilizadas quando o bebê não tiver as vermelhidões. Alguns exemplos destas pomadas são o Creme Preventivo de Assaduras da Turma da Xuxinha, o Creme para Assadura Vitaminada da Mustela e o Creme Preventivo para Assadura da Turma da Mônica, que devem ser aplicadas diariamente em cada troca de fralda.

Gostou do nosso "Manual de Prevenção das Assaduras"? Então leve este conteúdo a mais mamães! Com um simples click você compartilha este conteúdo e ajuda mais mamães e papais a manterem seus bebês saudáveis, confortáveis e felizes!

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você