[ editar artigo]

8 dicas perfeitas para escolher o nome do bebê

8 dicas perfeitas para escolher o nome do bebê

Nome da gente

Por que é que eu me chamo isso

e não me chamo aquilo?

Por que é que o jacaré

não se chama crocodilo?

 

Eu não gosto

do meu nome,

não fui eu

quem escolheu.

Eu não sei

porque se metem

com um nome

que é só meu!

 

O nenê

que vai nascer

vai chamar

como o padrinho,

vai chamar

como o vovô,

mas ninguém

vai perguntar

o que pensa

o coitadinho.

 

Foi meu pai quem decidiu

que o meu nome fosse aquele.

Isso só seria justo

se eu escolhesse

o nome dele.

 

Quando eu tiver um filho,

não vou por nome nenhum.

Quando ele for bem grande,

ele que procure um!

 

(Pedro Bandeira. Cavalgando o arco-íris. São Paulo, Moderna, 1984.)

 

A dúvida e a preocupação do escritor Pedro Bandeira nesse poeminha são bem justificadas. Imagina só a responsabilidade de escolher um nome que vi identificar a pessoa pela vida inteirinha.

Está certo, escolher o nome do bebê pode ser uma aventura bem divertida. Afinal, há gente que os pais amam para homenagear, há os nomes da família, e há até a criatividade falando mais alto que a tradição.

Escolher o nome do bebê também é coisa séria. Um nome difícil pode tornar a vida bem complicada. Ninguém entende, ninguém sabe como escreve e sempre perguntam 10 vezes antes de entender que é aquele mesmo o nome do seu filho ou da sua filha.

Por outro lado, um nome comum demais pode trazer problemas com homônimos e dificultar a retirada de documentos, por exemplo.

Por isso, para facilitar essa parte divertida e cheia de significados que acontece durante a gestação – ou até antes dela, quando o casal está ainda planejando a encomenda do herdeiro – preparamos uma lista com oito dicas ajudar a família a escolher o nome do bebê.

O começo

Escolher o nome do bebê é uma decisão solene e valorosa e pode ficar ainda mais bonita – e ser uma bela história para contar para ele no futuro – se a escolha for baseada numa razão de ser.

 

Todos os motivos são nobres e válidos: homenagear alguém da família, ou alguém que seja importante para o casal, um som bonito, uma boa lembrança.

Não deixe de encontrar uma boa razão para o nome da criança. Ela vai adorar saber.

Som do nome

Quando escolher o nome do bebê, fale em voz alta, primeiro sozinho e depois com todos os sobrenomes que ele terá. É importante soar bem nos seus ouvidos, ficar um som bonito.

Se você tem mais de um filho, experimente chamar os nomes juntos, como se estivesse mandando ir para o banho. Nomes que se afinam criam uma empatia bonita na família. (E como os pais repetirão isso muitas vezes ao longo da vida é legal se for uma coleção de nomes bem simpática)

Original X Tradição

Pode ser que os meninos da família do seu marido recebam todos o nome do pai, ou o segundo nome para homenagear o avô. Ou pode ser que as meninas comecem sempre com Maria, ou Ana. Essas tradições existem e têm muito valor.

Se o pai ou a mãe não se incomodam e acham bonito seguir a tradição, vão em frente, sem receio. Se um dos dois não concorda, cheguem num bom acordo sobre o nome que os dois gostam. E nem se preocupem com a família. A opinião e o julgamento dos avós e dos tios passam e serão pouco importante perto da alegria de conhecer e conviver com o novo membro da família.

Outra maneira de escolher o nome do bebê é fugir totalmente das tradições e escolher um nome bem original e que combine com aquilo que os pais desejam de coração para o filho. Nesse caso, o único cuidado é facilitar a grafia e a sonoridade, para que elas não sejam um problema para a criança.

Cntrl C + Cntrl V

Você sonhou a vida inteira com um nome para seu filho, ou para a sua filha. Mas, pouco antes de engravidar, ou pouco antes do bebê nascer, sua melhor amiga tem um filho e escolhe justamente aquele nome. Ou um casal de primos faz isso.

Não é motivo para se irritar, mas se o nome é a primeira marca da identidade, talves valha a pena repensar. Já pensou na Ceia do Natal ter três André? Como a vovó vai saber qual presente é de quem?

Por outro lado, se é seu sonho e você faz questão, bata o pé e registre o bebê com aquele nome. Há outros caminhos para diferenciar e identificar cada criança da turma.

 

Nome composto

Taí um jeito de escolher o nome do bebê que ajuda a contemplar mais de uma vontade. O pai quer maria e a mãe quer Fernanda. Por que não Maria Fernanda?

Ou o pai quer homenagear a avó materna e a mãe, a sua própria avó. Ana Júlia atende aos dois requisitos.

Nomes compostos também ajudam a diferenciar os amigos que pertencem à mesma geração. Se na classe do seu filho tem quatro João, só o seu será João Victor, por exemplo.

Significado

A gente quase não pensa nisso na hora de escolher o nome do bebê, mas todo nome tem uma origem na língua e um significado. Mas, se a gente se guiasse por aí, não haveria nenhum Cláudio (que significa manco) e nenhuma Cecília (que significa cega). O som e o gosto pelo nome são mais fortes que o significado.

Além disso, muitas vezes, quando o nome é inventado pelos pais, não tem um significado óbvio, mas tem um tremendo valor para o casal.

De qualquer forma, é bem divertido buscar a origem e o significado do nome escolhido. Às vezes, essas informações fazem os pais decidirem com mais certeza ainda.

Apelidos

A gente sabe que crianças adoram inventar apelidos desagradáveis com o nome dos amigos. Alguns pais, ao escolher o nome do bebê, levam isso em conta. É um critério justo, mas não é muito seguro.

Afinal, os apelidos podem aparecer de qualquer maneira e podem nem ter relação direta com o nome da criança.

Por isso, antes de se antecipar e se preocupar muito com isso, escolha um nome que vocês amam e deixem o apelido nascer naturalmente. Nem toda Beatriz é Bia (pode ser Bibim, Biba, ou Tizi, ou ainda, Pequena). Não é fácil escolher um apelido para Martim, ou para Ian. Então sintam-se livres e optem por um nome que fale ao coração sem temer os apelidos que podem vir ou não.

Grafia

Aqui temos uma questão realmente importante. Nada mais chato do que ter de soletrar ou repetir o nome 10 vezes até que a pessoa acerte como escreve ou como se fala.

Imagine ter de isso durante a vida toda, mil vezes por dia. Por mais que os pais amem letras diferentonas, acentos fora de lugar e grafias inspiradas, é preciso pensar no conforto do filho na hora de escolher o nome do bebê.

A simplicidade e a ortografia são boas conselheiras nesse momento.

Agora que você já está com os critérios na ponta da língua, conte aqui para os leitores da nossa comunidade como escolheu ou como vai escolher o nome do bebê. Se tiver dúvidas e dicas, pode comentar no post também.

 

TAGS nomebebê
Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você